Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia – Palotina
Sobre o curso Perfil Histu00f3ria do curso Vagas Saiba mais Palestra Contato Vestibular Homepage Voltar Cursos relacionados

Sobre o curso

Objetivos:rnEngenharia de Bioprocessos e Biotecnologia objetiva formar Engenheiros, profissionais da Biotecnologia, com uma adequada formau00e7u00e3o generalista, humanu00edstica, cru00edtica e reflexiva, capacitados a absorver e desenvolver novas tecnologias, estimulando sua atuau00e7u00e3o cru00edtica e criativa na identificau00e7u00e3o e resoluu00e7u00e3o de problemas, considerando seus aspectos polu00edticos, econu00f4micos, sociais, ambientais e culturais, com visu00e3o u00e9tica e humanu00edstica, sempre em atendimento u00e0s demandas da sociedade.

rnCom uma base multidisciplinar, capazes de conceber, projetar, intervir, inovar e desenvolver tecnologias, produtos e processos biotecnolu00f3gicos (bioprocessos), a partir das potencialidades dos microrganismos, plantas e animais, bem como potencialidades dos seus genomas, de modo a conectar problemas e buscar soluu00e7u00f5es para o desenvolvimento sustentu00e1vel, conciliando desenvolvimento tecnolu00f3gico com preservau00e7u00e3o ambiental. As competu00eancias dos domu00ednios econu00f4micos e administrativos devem formar a competu00eancia de gerir ou criar empresas nos mu00faltiplos domu00ednios da Biotecnologia.rnrnO somatu00f3rio domu00ednio/habilidade contribuiru00e1 para o desenvolvimento social, econu00f4mico, tu00e9cnico, cientu00edfico, cultural e ambiental da regiu00e3o, do estado, do pau00eds e do mundo atualmente globalizado.rnrnCaracteru00edsticas:rnEm razu00e3o das potencialidades tecnolu00f3gicas e do u00eaxito financeiro da biotecnologia, tiveram inu00edcio na Europa na du00e9cada de 80 e em outros pau00edses ditos de vanguarda na gerau00e7u00e3o de novas tecnologias, discussu00f5es a respeito da forma mais adequada de ensinar biotecnologia.rnrnApu00f3s alguns anos vu00e1rios organismos, empresas e universidades reconheceram a importu00e2ncia, utilidade e potencial dos programas de biotecnologia em nu00edvel de graduau00e7u00e3o. Os profissionais que trabalham na u00e1rea biotecnolu00f3gica tu00eam as mais diferentes formau00e7u00f5es, como Biologia, Engenharia Quu00edmica, Quu00edmica, Farmu00e1cia, Veterinu00e1ria, Agronomia, entre outros. Poru00e9m, nenhum desses cursos tradicionais de graduau00e7u00e3o preenche todos os requisitos em termos de formau00e7u00e3o teu00f3rica e pru00e1tica que permitam aos profissionais atuar com toda plenitude na indu00fastria de biotecnologia, ou seja - su00f3lidos conhecimentos teu00f3ricos e pru00e1ticos em biologia molecular, bioquu00edmica, microbiologia, genu00e9tica, imunologia e outros, alu00e9m de disciplinas tecnolu00f3gicas de engenharia como informu00e1tica, computau00e7u00e3o e engenharia de processos industriais.rnrnA adequada aplicau00e7u00e3o e explorau00e7u00e3o das ferramentas biotecnolu00f3gicas, bem como a sua integrau00e7u00e3o em u00e1reas multidisciplinares, u00e9 garantia de uma abordagem consequente e seguramente eficaz para a implementau00e7u00e3o de processos e metodologias de elevada eficiu00eancia, que cobrem um largo espectro, abrangendo desde a u00e1rea dos u201ccommodity chemicalsu201d, atu00e9 u00e0 u00e1rea da sau00fade, ao nu00edvel das biomolu00e9culas de interesse terapu00eautico e biomateriais, passando pela u00e1rea das energias renovu00e1veis.rnrnO Engenheiro de Bioprocessos e Biotecnologia formado pela UFPR nu00e3o seru00e1 um especialista em uma u00fanica u00e1rea. Ele seru00e1 multidisciplinar, portanto, deveru00e1 estar habilitado a desenvolver todas as atividades inerentes ao Engenheiro em qualquer uma das u00e1reas de bioprocessos e biotecnologia. Por isso sua formau00e7u00e3o se apoia na aquisiu00e7u00e3o de conhecimentos fundamentais e tem caru00e1ter interdisciplinar, que utiliza conhecimentos de vu00e1rias ciu00eancias como: fu00edsica, quu00edmica, matemu00e1tica, biologia, bioquu00edmica, genu00e9tica e informu00e1tica, alu00e9m dos fundamentos das engenharias.rnrnO Engenheiro de Bioprocessos e Biotecnologia teru00e1 competu00eancia para exercer atividades em indu00fastrias, laboratu00f3rios, institutos de pesquisa e universidades pu00fablicas ou privadas.rnrnO que vocu00ea iru00e1 encontrar?rnO Curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia tem a finalidade de proporcionar condiu00e7u00f5es para que o aluno desenvolva competu00eancias e habilidades referentes ao perfil profissional desejado, atendendo assim aos objetivos propostos. A matriz curricular oferece conteu00fados de formau00e7u00e3o bu00e1sica e especu00edfica que se integram mediante processo educativo fundamentado na articulau00e7u00e3o entre teoria e pru00e1tica.rnrnO curso estu00e1 estruturado em 3 nu00facleos de conteu00fados, sendo um nu00facleo de conteu00fados bu00e1sicos obrigatu00f3rios, um nu00facleo de conteu00fados profissionalizantes composto por um subconjunto de tu00f3picos pru00e9-determinados, definidos pela instituiu00e7u00e3o e dentro do rol de tu00f3picos da resoluu00e7u00e3o, alu00e9m de um nu00facleo de conteu00fados especu00edficos constituu00eddo de extensu00f5es e aprofundamentos dos conteu00fados do nu00facleo profissionalizante e de outros conteu00fados, destinados a caracterizar o curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia da UFPR Setor Palotina.rn

    rn t

  • O nu00facleo de conteu00fados bu00e1sicos do curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia u00e9 composto pelas seguintes disciplinas: Metodologia Cientu00edfica, Redau00e7u00e3o Instrumental, Informu00e1tica, Expressu00e3o Gru00e1fica, Geometria Analu00edtica e u00c1lgebra Linear, Matemu00e1tica I, Matemu00e1tica II, Estatu00edstica, Fu00edsica Geral, Fu00edsica Experimental, Fenu00f4menos de Transporte, Mecu00e2nica dos Su00f3lidos, Eletrotu00e9cnica, Quu00edmica Geral, Ciu00eancia e Tecnologia dos Materiais, Gestu00e3o Agroindustrial, Empreendedorismo, Fundamentos de Economia, Quu00edmica Ambiental e Sociedade e Polu00edtica, as quais representam cerca de 30% da carga horu00e1ria mu00ednima do curso. Nas disciplinas de Quu00edmica Geral, Fu00edsica Geral e Informu00e1tica existem atividades laboratoriais.
  • rn t

  • O nu00facleo de conteu00fados profissionalizantes u00e9 composto pelas seguintes disciplinas: Microbiologia, Quu00edmica Orgu00e2nica, Fu00edsico Quu00edmica, Algoritmos e Programau00e7u00e3o Computacional, Quu00edmica Analu00edtica Quantitativa, Cu00e1lculo Numu00e9rico, Termodinu00e2mica I, Operau00e7u00f5es Unitu00e1rias 1, Operau00e7u00f5es Unitu00e1rias 2, Logu00edstica Industrial, Gestu00e3o da Qualidade e Gestu00e3o Ambiental, as quais representam cerca de 15% da carga horu00e1ria mu00ednima do curso.
  • rn t

  • O nu00facleo de conteu00fados especu00edficos u00e9 composto pelas seguintes disciplinas: Biologia Celular, Biou00e9tica e Biosseguranu00e7a, Introduu00e7u00e3o u00e0 Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia, Genu00e9tica, Bioquu00edmica I, Bioquu00edmica Experimental, Bioquu00edmica II, Anu00e1lise Instrumental, Biologia Molecular, Fisiologia Vegetal, Bioinformu00e1tica, Biotecnologia Vegetal, Micologia Aplicada, Melhoramento de Microrganismos de Interesse Industrial, Tecnologia de Processos Fermentativos e Enzimologia Industrial, Instrumentau00e7u00e3o e Controle de Bioprocessos, Imunologia, Gestu00e3o de Resu00edduos Agroindustriais, Projetos em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia I, Projetos em Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia II, Cinu00e9tica e Cu00e1lculo de Reatores, Separau00e7u00e3o e Purificau00e7u00e3o de Produtos Biotecnolu00f3gicos, Engenharia Genu00e9tica, Modelagem e Simulau00e7u00e3o de Bioprocessos, Tecnologia e Produu00e7u00e3o de Biomassa e Biorrefinarias e Tecnologia de Bioprodutos.
  • rn

rnO curru00edculo do curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia apresenta ainda atividades complementares obrigatu00f3rias como Estu00e1gio obrigatu00f3rio, Trabalho de Conclusu00e3o de Curso (TCC) e disciplinas optativas alu00e9m das atividades complementares flexu00edveis aqui representadas pelas atividades formativas. Nesta proposta a soma das atividades complementares fica em 630 horas, representando 17,41% da carga horu00e1ria total do curso, que u00e9 de 3.618 horas.

Perfil

Estudante:rngif que mostra bem de perto o rosto de um homem e vu00e1rias expressu00f5es matemu00e1ticas e fu00edsicas surgem rodeando seu rostornO ingressante no curso deve ter afinidade com u00e1reas de exatas e biolu00f3gicas.

rnProfissional:rngif de um homem sentado em um laboratu00f3rio, ele usa u00f3culos e veste um jaleco branco. Na mu00e3o, segura uma amostra de microorganismornA Biotecnologia u00e9 um campo do saber de natureza multidisciplinar que engloba conhecimentos variados com principal u00eanfase na u00e1rea de quu00edmica, nas u00e1reas das ciu00eancias da biologia, nas ciu00eancias da engenharia, nas ciu00eancias agru00e1rias e nas ciu00eancias da sau00fade. Por essa razu00e3o, a definiu00e7u00e3o de um perfil para o Engenheiro de Bioprocessos e Biotecnologia nu00e3o u00e9 tarefa fu00e1cil, sobretudo quando se afirma que as funu00e7u00f5es tecnolu00f3gicas anteriormente exercidas por outros engenheiros como os quu00edmicos, de alimentos, entre outros, passaram a ser exercidas por um profissional formado e treinado para desempenhu00e1-las de forma ampla e em conformidade com as caracteru00edsticas e desafios desse novo campo de conhecimento.rnrnrnA atividade profissional do engenheiro requer, alu00e9m do domu00ednio operacional, a compreensu00e3o global do processo produtivo, com a apreensu00e3o do saber tecnolu00f3gico e a mobilizau00e7u00e3o dos valores necessu00e1rios u00e0 tomada de decisu00f5es. Dessa forma um aprendizado compartilhado, no qual a oferta de conhecimento emerge de forma interdisciplinar, integra-se u00e0 gerau00e7u00e3o e u00e0 difusu00e3o de novas tecnologias. No tocante u00e0 formau00e7u00e3o em engenharia, justifica-se a necessidade de oferecer ao mercado de trabalho um profissional de formau00e7u00e3o especu00edfica no campo biotecnolu00f3gico, cujas demandas ainda nu00e3o foram contempladas e cujas u00e1reas de atuau00e7u00e3o, entre outras, seru00e3o uma interface entre as u00e1reas de quu00edmica na agroindustrial e na indu00fastria farmacu00eautica, de tecnologia de alimentos, dos insumos para laboratu00f3rios de melhoramento genu00e9tico (animal e vegetal), de produu00e7u00e3o de enzimas, de instrumentau00e7u00e3o e equipamentos e tambu00e9m de pesquisa nas interfaces.rnrnAssim, o perfil profissional do Engenheiro em Bioprocessos e Biotecnologia foi desenhado com vistas u00e0 compreensu00e3o das tecnologias mais modernas e u00e0 proposiu00e7u00e3o de soluu00e7u00f5es para os problemas relativos u00e0 Biotecnologia, atendendo desta maneira os objetivos da resoluu00e7u00e3o CNE/CES nu00b0 11/2002, que u00e9 dotar o profissional com conhecimentos para o exercu00edcio das seguintes competu00eancias e habilidades:rn

    rn t

  • Aplicar conhecimentos matemu00e1ticos, cientu00edficos, tecnolu00f3gicos e instrumentais u00e0 engenharia;
  • rn t

  • Projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
  • rn t

  • Conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
  • rn t

  • Planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviu00e7os de engenharia;
  • rn t

  • Identificar, formular e resolver problemas de engenharia;
  • rn t

  • Supervisionar a operau00e7u00e3o e a manutenu00e7u00e3o de sistemas;
  • rn t

  • Avaliar criticamente a operau00e7u00e3o e a manutenu00e7u00e3o de sistemas;
  • rn t

  • Comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gru00e1fica;
  • rn t

  • Atuar em equipes multidisciplinares;
  • rn t

  • Compreender e aplicar a u00e9tica e responsabilidade profissionais;
  • rn t

  • Avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
  • rn t

  • Avaliar a viabilidade econu00f4mica de projetos de engenharia, e
  • rn t

  • Assumir a postura de permanente busca de atualizau00e7u00e3o profissional.
  • rn

rn

Em resumo, um profissional cru00edtico e criativo, tecnicamente competente e que sabe bem o que faz e o que deve fazer.

rnA crescente complexidade dos desafios postos ao profissional, seja no domu00ednio da pesquisa, seja no campo da produu00e7u00e3o, nu00e3o mais comporta a figura do profissional u2013 pesquisador ou engenheiro u2013 isolado. Ao contru00e1rio, apenas a atividade coletiva, o trabalho em conjunto, envolvendo profissionais com formau00e7u00f5es diferenciadas, pode dar conta dos desafios cientu00edficos e tecnolu00f3gicos do mundo moderno.rn

Este profissional deve ter a capacidade de se adaptar e predizer a evoluu00e7u00e3o tecnolu00f3gica, uma vez que desempenharu00e1 suas funu00e7u00f5es em um mercado competitivo e em expansu00e3o, movido pela inovau00e7u00e3o e comprometido com o desenvolvimento de novos produtos de alto valor agregado.

rnO curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia forma profissionais para atuar no desenvolvimento e melhoria de processos e produtos biotecnolu00f3gicos, assim como em projetos e construu00e7u00e3o de equipamentos, mu00e1quinas e indu00fastrias de biotecnologia. O engenheiro de bioprocessos e biotecnologista tem um perfil altamente inovador, empreendedor e tu00e9cnico, sendo indispensu00e1vel para indu00fastrias e laboratu00f3rios de pesquisa que utilizem a biotecnologia como ferramenta.u00a0Ele pode atuar nas u00e1reas:rn

    rn t

  • Sau00fade: vacinas; hemoderivados; biomateriais; kits diagnu00f3sticos; genu00f4mica, proteu00f4mica, nanobiotecnologia, neurociu00eancia, etc.rn
  • rn t

  • Agropecuu00e1ria: tecnologias para detecu00e7u00e3o de pragas e doenu00e7as; vacinas, fu00e1rmacos, kits diagnu00f3stico; probiu00f3ticos; bioprocessos; introduu00e7u00e3o de genes em variedades comerciais de plantas e animais; tecnologias biolu00f3gicas para reproduu00e7u00e3o animal e vegetal; biofu00e1bricas moleculares de compostos de alto valor agregado; fitoquu00edmica, genu00f4mica, proteu00f4mica, bioinformu00e1tica, etc.rn
  • rn t

  • Industrial: biocombustu00edveis; enzimas industriais e especiais; biopolu00edmeros; inoculantes para fixau00e7u00e3o de N2; processos fermentativos para produu00e7u00e3o de alimentos e bioprodutos, etc.rn
  • rn t

  • Ambiental: biorremediau00e7u00e3o, tratamento de resu00edduos agroindustriais, etc.
  • rn

Histu00f3ria do curso

O curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia da UFPR Setor Palotina foi criado em 2016, substituindo o curso de Tecnologia em Biotecnologia que era ofertado no setor desde 2008. A primeira turma de graduados u00e9 prevista para 2021.

rnA estrutura do curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia da UFPR Setor Palotina assegura ao formando a aquisiu00e7u00e3o dos conhecimentos e competu00eancias para analisar, conceituar e implementar tu00e9cnicas e processos no u00e2mbito da Engenharia Biotecnolu00f3gica. Do ponto de vista cientu00edfico-tecnolu00f3gico as matu00e9rias abordadas conferem uma su00f3lida e adequada formau00e7u00e3o relativa a processos quu00edmicos e biolu00f3gicos. Considera-se que as disciplinas lecionadas no foro da microbiologia e da genu00e9tica fornecem os conhecimentos adequados para a compreensu00e3o e caracterizau00e7u00e3o do funcionamento de microrganismos, quer ao nu00edvel biomolecular, quer ao nu00edvel celular.rnrnO Curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia tem a finalidade de proporcionar condiu00e7u00f5es para que o aluno desenvolva competu00eancias e habilidades referentes ao perfil profissional desejado, atendendo assim aos objetivos propostos.

Vagas

Saiba mais

Palestra

Contato

E-mail:

rn

coordebb@ufpr.br.

rn

rnSite:

rn

http://www.palotina.ufpr.br/ebb/

rn

rnLocal:

rn

Setor Palotina UFPR

rn

R. Pioneiro, 2153rnDallas, Palotina - PR

Vestibular

Homepage

Voltar

Cursos relacionados

Estes su00e3o alguns cursos da UFPR relacionados u00e0 Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia!rnEngenharia de Alimentos - Jandaia do SulrnEngenharia de Bioprocessos e Biotecnologia - Curitibarn